sábado, 20 de junho de 2009

Colar de Pérolas

.
.
Pretérito Presente
.
Era uma vez uma menina,
pérola assim meio escondida,
fechada em concha, cumprindo sina,
vivia no escuro, meio sem vida.
.
Poeira de sua própria ostra,
doente de passadas mágoas,
sorria falsa, mulher à mostra,
trancada em si, imersa em águas.
.
Um dia um menino a colhe,
ostra trancada, proibida jóia.
E nele, dela, ele escolhe.
.
Apanha a pérola, devolve a ostra,
que, então, sem ela, nas ondas bóia.
Nele a menina, ao mar a crosta.
.
Pérola a mostra, menino amante.
Mulher exposta, homem o bastante.
.
E assim supino, meio que de repente,
viraram meninos, e foram para sempre.
.
Pretérito presente!

18 comentários:

Anônimo disse...

Emperolei-me nas mãos de um fazedor de pérolas. Desde então enfeito-me em brincos e colares no conjugar de um tempo que sabe-se eterno.

"Era um apanhador de pérolas, um vasculhador de maresias. Esse homem acendeu a minha vida e ainda hoje eu sigo por iluminação desse sentimento. O amor, agora sei, é a terra e o mar se inundando mutuamente."

Beijo,

Monilis disse...

Oi Zédu,
Adorei! Essa foi uma das formas mais doces relatas da transformação de um homem e uma mulher. Beijo

Therry disse...

Belo e sensível jogo de palavras onde o ponto de chegada e partida é o amor.
Os seus versos me remeteram a uma música de Chico Buarque que diz: "Ah, eu quero te dizer, que o instante de te ver custou tanto penar, não vou me arrepender, só vim te convencer que eu vim pra não morrer."
Abs,

Anônimo disse...

Amava-te em pretérito imperfeito
Em que, confesso, não, eu não te amava.
Era um pretérito que não passava,
Que vivia o presente, contrafeito.
Pretérito que é bom nada angustia.
Futuro do pretérito é presente.
Presente era eu te amar eternamente:
E amando, no gerúndio eu te amaria.
Não pode haver futuro de um desgosto,
Não pode haver amar, no imperativo.
Amores que se impingem, no jussivo,
Não têm sabor de vinho, mas de mosto.
Quero te amar em tempo e modo certos:
Só assim os que amam podem ser libertos.

Teu bem,

Dois Rios disse...

Zé,

Em nome dos que, como eu, prezam uma leitura requintada, de humor perspicaz e inteligente, além de não prescindirem de boas músicas e belas poesias, venho expressar o meu mais intenso DESEJO de voltar a saborear o agridoce das suas CARAMBOLAS.
Um post, ainda que não autoral, acenaria, mesmo que paulatinamente, para uma tão esperada volta.
Saudades dos tempos em que choviam carambolas.

Beijos,
Inês

Anônimo disse...

Subscrevo.

Um grande abraço,
N.

Zédu disse...

Eu juro! De dedos descruzados.
Com o peito inflado e a vontade toda
Que volto, mesmo que ao meu passado
E continuo aqui essa coisa boba.

E atendo aos pedidos
E me retomo falante
E aqui me obrigo
De volta, em instantes.

Pois que do blog eu sumi
Por coisas que antes me tinham
Um tédio onde me consumi
Um lugar onde não me viam.

Mas, volto, voltarei
Com a certeza aos pedaços
Aqui mesmo onde sou rei
E dono de meu espaço.

A todos que me chamaram,
Aos poucos que aqui me seguem,
Às mesmas que me comentaram,
Prometo, para que sosseguem.

Um retorno assim quem sabe
Uma volta meio obrigada.
Carambolas pela metade,
Melhor do que quase nada.

E aqui me faço obrigado
De todas falas cobrantes.
E aceito em meu culpado
O dever de seguir adiante.

Cristina Ancona Lopez - Tita disse...

Não adiantou nada...
Continua mudo. E que mudez longa!!!!
Tita

Anônimo disse...

Estamos aqui esperando por você. Eu sei, sabemos, que você viverá ainda muito. O Arcanjo Miguel estará ao seu lado todo o tempo e dele vira seu retorno com saúde e alegria. Sei que não lerá essa mensagem antes devoltar para casa , mas mesmo assim peço-lhe :volte breve....
Um beijo e um abraço colo nesse amigo muito querido
Meire

Cristina Ancona Lopez - Tita disse...

Dups,
Vem logo. Os dedos estão cruzados, os corações aflitos, os braços com saudade, os ouvidos querendo te escutar e a vontade grande de conversar com você.
Vem logo.
Não combina com você ficar fechado aí.
Vem pro sol, pra praça, pra tua casa e pra todos nós.
Beijo,
Tita

Cristina Ancona Lopez - Tita disse...

http://cristinaanconalopez.blogspot.com
Zédu

conversascomadelaide disse...

e aí?! não pare por aqui...

dá-lhe poesia!

Paulo disse...

Lamentamos informar que o autor do blog, meu irmão José Eduardo, faleceu em Campinas no dia 08/12/09!

Dois Rios disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dois Rios disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Malu disse...

Olá, por acaso encontrei teu blog querendo uma música que muito amo - Sentimental Demais - que encontrei na voz da Zizi Possi e daí, vim para aqui.
Que lindo seu espaço.
Gostei de tudo o que aqui encontrei, José Eduardo.
Um abraço

Malu disse...

A Música compartilhei no Face Book... um Show!!!

Anônimo disse...

This post is invaluable. How can I find out more?

Feel free to visit my blog - continue reading this